IPB do Estreito

Um lugar de adoração e consagração a Deus. Descubra mais sobre sua igreja, o que ela faz, quais seus projetos, sua finalidade e papel na comunidade e principalmente seu papel no corpo de Cristo.

 
Atividades Semanais:
Quartas-feiras – Reunião de Oração – 20h

Reunião dos Jovens às quinta-feira 20:30h
Domingos – Escola Bíblica – 09:30h;
Culto Público – 19:30h (horário de verão)




EXTRATO DA MENSAGEM DE DOMINGO 14/05/2017


Lucas 1.46-55 - A minha alma engrandece ao Senhor 

Introdução: Magnificat é um cântico de agradecimento entoado por Maria que celebra os momentos sucessivos da intervenção divina na história da salvação, agora contemplada em nova perspectiva de cumprimento.

As revelações da pessoa/personalidade de Maria apontadas no cântico:

1) Revelam que o coração e a mente de Maria estavam impregnadas pela Palavra de Deus
A passagem bíblica contém ecos da oração de Ana em 1 Samuel 1.11; 2.1-10; também menções a lei: Gênesis 17.7,19 (v.55); Êxodo 20.6; 34.6-7; salmos 103.17 (v.50); Salmos 34.2-3 (v.46); 35.9 (v.47); 71.19; 126.2-3; 111.9 (v.49); 98.1; 118.15; 33.10; profeta Isaías 40.10 (v.51); 107.9 (v.53); 113.7; 138.6 (v.48); profeta Isaías 41.8; Salmos 98.3 (v.54); salmos 132.11 (v.55).

2) Revelam que Maria reconhecia o Senhor Deus como seu Salvador.

"Maria empregou uma linguagem típica de alguém cuja única esperança de salvação é a graça divina" John MacArthur 

3) revelam a maior qualidade de Maria que brilha mais claramente ao longo dessa passagem: o profundo senso de humildade, ela era um verdadeira serva do Senhor.

Conclusão:

Lucas 1.48-50 - exalta o diálogo entre a humildade e abertura de uma alma crente e a força eficaz daquele que é Santo e Fiel;

Lucas 1.51-53 - destaca a confirmação histórica do agir de Deus: ele fará no presente e no futuro o que sempre fez no passado do seu povo; há esperança de que o Senhor salvará o seu povo; há esperança para reviravoltas onde o Senhor está presente; 

Lucas 1.54-55 - comprova que Ele foi Fiel às promessas históricas feitas aos hebreus por meio de Abraão.

Maria foi uma mulher crente: conhecia a Palavra de Deus, reconhecia a salvação do Senhor e vivia como uma humilde serva de Deus.
Soli Deo Glória!